ADVENTISTAS

ADVENTISTAS

Tempo Agora

terça-feira, 20 de março de 2018

ANDE COM SABEDORIA

"E ANDOU Enoque com Deus; e não apareceu mais, porquanto Deus para si o tomou." (Gênesis 5:24). Andar é o verbo, na Bíblia, que mais tem "som" de viver ou conviver do que caminhar. Andar na presença de Deus significa ter vida abundante, mas andar longe da Sua luz, em outras companhias, significa está em perigo e/ou no caminho da morte. "Bem-aventurado o homem que não ANDA segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores." (Salmos 1:1). Tudo depende do caminho que escolhemos andar. A companhia de Deus, ou seja, andar sob Seus conselhos e mandamentos ou escolher viver sob a influência das teorias humanas não experimentadas ou até mesmo as já experimentadas e fracassadas reiteradamente. No livro de Provérbios nos é apresentado duas companhias para ANDARMOS. A primeira é na companhia dos sábios, ou seja, daqueles que andam na sabedoria do SENHOR e não na sabedoria dos homens; e a segunda é na companhia dos tolos, cujo fim é a destruição. Não há um terceiro caminho. Ou andamos na sabedoria e retidão do caminho desenhado pelo Criador ou nos caminhos tortuosos e cheios de percalços e perigos das criaturas que se comportam como criadores. O mundo está cheio de tolos que se comportam como se fossem donos da verdade, incitando muitos a tomarem o caminho que eles indicam, mas o homem sábio consultará ao SENHOR e guardará o Seu mandamento, mas o tolo anda segundo a sua própria consciência. Hoje, como todos os dias, podemos escolher com quem andaremos, se com os sábios (no SENHOR), ou com os tolos que seguem suas próprias inclinações carnais, afinal no ditado popular, também há sabedoria: "Me diz com quem tu andas, que eu te direi quem és!" Deus seja louvado! Amém.


segunda-feira, 19 de março de 2018

FAÇAMOS A VONTADE DE DEUS


O mundo inteiro passa por uma grande crise. O Brasil passa por uma grande crise. Não me refiro a uma crise exclusivamente econômica, mas de ordem social por completo. O problema está dentro das pessoas, no espírito. O emocional e mental tem deixado as pessoas cada vez mais religiosas e ao mesmo tempo a falta de esperança tem tomado conta daqueles que buscam respostas para seus questionamentos mais profundos no conhecimento secular. Parece um terrível contraste não é mesmo? Quando mais religioso, mais perdido espiritualmente, como pode isso? Duas reportagens publicados pelo site GOSPEL PRIME me chamaram muito a atenção nestes últimos dias: (1) Que mais de 50% dos brasileiros serão evangélicos até 2025 e (2) a Igreja Católica divulgou que tem aumentado o número de fiéis que tem buscado o exorcismo. A religiosidade não pode ser confundida com a espiritualidade. A religiosidade está mais para a rotulação, instituição e satisfação à sociedade, mas a espiritualidade é algo intrínseco que ocorre dentro do coração do indivíduo, como uma experiência pessoal com Deus através de um relacionamento íntimo. Há muitos religiosos e poucas pessoas espirituais. Pela porta larga está passando uma multidão de religiosos que aprovam tudo; dizem amém para tudo sem, ao menos, conhecer qual seja a santa e boa vontade de Deus, direto de Sua Palavra, sem intérpretes religiosos cheios de tendenciosidades. Fazer a vontade de Deus é diferente de fazer a vontade dos homens; da igreja - instituição religiosa; dos homens. Precisamos conhecer qual é a vontade de Deus. Cristo nos ensinou que nem todo o que abre a boca para dizer: Senhor! Senhor! Louvado seja o Senhor! Te adoramos Senhor! Amamos ao Senhor! entrará nos reino de Deus, mas, apenas, aqueles que fazem a vontade de Deus. A maioria dos religiosos estão apenas confessando com os lábios, mas o coração está distante de Deus, aponta a antiga profecia de Isaías e repetida por Cristo em Marcos 7:6. Algo muito estranho está ocorrendo no mundo que não sabemos definir. Não é momento de sermos religiosos, mas nos aproximarmos de Deus com homens e mulheres espirituais para experimentar dele a verdadeira esperança e fé. Deus seja louvado! Amém.

domingo, 18 de março de 2018

UM PAI BONDOSO

Deus é um Pai bom. Deus faz com o sol se levante sobre bons e maus e a chuva desça sobre justos e injustos (Mat. 5:45). Deus não faz acepção de pessoas (Atos 10:34), mas é justo em todas as suas ações, em todas as suas ações há abundância de misericórdia. Há homens que, também, são bons pais para seus filhos. Para os filhos desobedientes, a repreensão e o "castigo" é uma medida necessária para a educação e correção, para formação de um bom caráter, mas para os filhos obedientes as recompensas e reconhecimentos são maiores. Isso é mais que uma questão de lógica, é natural e justa. Davi faz esse reconhecimento no Salmo 73 quando diz que Deus é bom para com Israel, mais precisamente com os puros de coração que há dentro de Israel, ou os puros de coração de todo o mundo são descendentes espirituais de Israel, como todo e qualquer pode ser filho de Abrão, e da promessa, pela fé. Pelos menos esse ensinamento é abundante na pena inspirada de Paulo no Novo Testamento. (Gálatas 3:14 e 26-28). Os limpos de coração verão a Deus (Mat. 5:8), tanto nesta vida, de forma simbólica, no sentido de conhecê-Lo, compreendê-Lo e amá-Lo, como na eternidade, face a face. São os limpos de coração, que para muitos, hoje, estão em extinção ou para outros céticos, não existem, que são os receptáculos da graça de Deus e vasos de Sua bondade. Para ser limpo de coração basta se achegar a Cristo e imitá-Lo, por amor, e certamente Ele purificará os corações, pela fé. Deus seja louvado! Amém.



sábado, 17 de março de 2018

ABRA O SEU CORAÇÃO

Deus converte alguém sem o seu consentimento? A graça de Deus é invasora ou mal educada ao ponto de forçar o homem a fazer aquilo que ele não deseja do íntimo de seu coração? Não e não! Deus não entra sem permissão e não faz aquilo que eu não peço ou desejo . Jesus Cristo, o Filho de Deus, que veio revelar o Pai aos seres humanos, que é a expressão exata do caráter do Pai, não força a entrada em nossas vidas, Ele bate à porta e SE o indivíduo abrir o seu coração, Cristo entra em sua vida (Apoc. 3:20). Jesus ao ser interpelado pelo cego de Jericó, e mandando que Seus discípulos o trouxessem até a Sua presença, disse: "O que queres que eu te faça?", só depois que o cego respondeu: "Eu quero ver." (Luc. 18:41), foi que Cristo operou o milagre. Antes de remir, Deus visita os Seus filhos que querem a remissão. Cristo em nome do Pai nunca remiu primeiro para, só depois, visitar. A remissão de Cristo precisa ser desejada, pois ninguém entra no Seu reino eterno contra vontade. Primeiro nós pedimos a presença de Cristo - convidamos; Ele nos visita e atende o nosso desejo de remissão - conversão e/ou mudança de vida. Assim ocorreu com a viúva em Naim (Luc. 7:11); quando visitou Zaqueu (Luc. 19:5); o chefe da sinagoga chamado Jairo, cuja filha havia morrido (Mar. 5:22); também visitou um homem que desejava a remissão, pois havia 38 anos doente à beira do tanque de Betesda, e Cristo lhe pergunta: "Queres ficar são?" (João 5:6). Deus enviou Seu Filho à terra para remir e salvar o Seu, fazendo-Se presente, representado pelo Filho Eterno. Hoje, cada um de nós pode pedir a Deus a remissão da dependência do pecado, medo, incertezas, falta de esperança e fé. Deus quer remir Seu povo para um estado de fé e esperança. Deus seja louvado! Amém.


sexta-feira, 16 de março de 2018

TUDO QUE HÁ EM MIM BENDIGA O SEU NOME

"Este povo se aproxima de mim com a sua boca e me honra com os seus lábios, mas o seu coração está longe de mim." (Mateus 15:8). Jesus Cristo afirmou estas palavras, repetindo o que foi dito no passado, pois era uma realidade lá, estava acontecendo no Seu presente e se repetiria no futuro. Hoje não é diferente, pois o homem continua o mesmo. Na verdade, hoje as coisas estão bem pior que no passado. Os lábios de hoje cobram caríssimo para louvar, desculpe, para cantar, pois louvar é diferente. Louvor é um acessório primordial na adoração. Aquilo que foi dado pela graça de Deus não pode ser vendido, como fazem nos shows de hoje e na comercialização daquilo que enganosamente chamam de evangelismo ou ministério do louvor. Só de pode adorar a Deus, pelo louvor, oração, jejum... quando isso brota do fundo da alma, por iniciativa e voluntariedade do indivíduo. Essas motivações mesquinhas em nada tem a ver com a verdadeira adoração e louvor. O salmista nos ensina de onde deve vir o verdadeiro louvor e adoração - da alma. É do fundo da alma/coração/mente que procede as verdadeiras intenções e não há fingimentos ou mascaramentos das ações. É da alma de onde se pode bendizer ao SENHOR e, logo, todas as minhas ações e desejos também bendirão ao SENHOR, pois, como de uma fonte de água doce não jorra água salgada (Tiago 3:10,11), assim também de lábios cuja a alma é boa não pronunciará maldades. Deus, através de Seu Filho Jesus Cristo é o único que pode transformar a nossa alma. Assim como no deserto, ELE transformou águas amargas em doces (Êxodo 15:23), pode transformar corações amargos em almas doces, para que possam fazer e dizer o bem - bendizer. Deus seja louvado! Amém.

quinta-feira, 15 de março de 2018

O REI DE DEUS

Ontem, 14 de março de 2018, morreu aos 76 anos o cientista "POP" (popular/famoso) Stephen Hawking, que viveu a maior parte de sua vida numa cadeira de rodas, mexendo apenas as bochechas. Sofria da terrível doença Esclerose Unilateral Amiotrófica, onde muitos cientistas apelidavam carinhosamente como cérebro ambulante. As mídias não falaram outra coisa. Principalmente o universo acadêmico ligado a ciência, e mais precisamente a física. Foram inúmeras as homenagens em todo o mundo. Até os cristãos, muitos deles, de uma forma direta ou indireta prestaram sua homenagem, certamente influenciados pela mídia, pois alguns estão se comportando como crentes midiáticos. No que acreditava e defendia Hawking? (1) Teoria do Big Bang; (2) Buraco negros existentes e serviam de passagens para outras dimensões (outras vidas ou possibilidades?), pois roubavam energia deste "universo"; (3) Há corpos neste universo que surgiram pelo acaso e não pela mão de um Criador.... Apesar de nenhum cientista poder comprovar se as suas ideias são corretas ou não, pois nenhuma delas foram testadas, sobrou apenas um "pensamento de homem" onde os outros homens gostam de aplaudir de pé. Hawking ainda acreditava que a vida neste planeta poderia ser destruída por uma guerra nuclear; um cometa; virus geneticamente modificado ou pela inteligência artificial. Dava muito senti do a esta vida temporal e passageira e por isso foi autor de várias frases motivacionais sempre enfatizando esta vida: "Não importa o quão ruim a vida possa ser. Há sempre alguma coisa que você pode fazer e ter sucesso. Enquanto há vida, há esperança." Completamente diferente daquilo que Cristo e os apóstolos ensinaram, dando suas próprias vidas, não valorizando esta vida temporal, num mundo falido de pecados, mas olham e priorizaram a promessa da vida eterna, coisa que o cientista famoso não acreditava, mas depunha contra, mesmo que forma implícita e subliminarmente. Outra frase emblemática utilizada pela NASA e Universidade de Cambridge em homenagem final: "Olhem para as estrelas e não para os seus pés." E não poderia deixar de comprar com outra frase de alguém muito conhecido nas sagradas escrituras: "subirei as mais altas nuvens, acima das estrelas de Deus e serei semelhante ao altíssimo." (Isaías 14:14). Nasceu no dia em que morreu Galileu Galilei, 300 anos depois, e morreu no dia em que nasceu Albert Einstein. Ao contrário destes dois renomados cientistas, que defendiam a fé e o conteúdo das Escrituras Sagradas como verdade, Hawking desce ao túmulo sem a esperança em Cristo Jesus. Pelo menos nenhum testemunho a esse respeito foi escrito, e uma mínima linha, nos seus best sellers. Aos cristãos aconselho a parar de "adorar" homens e olhar para a majestade de Deus, dando-Lhe toda honra e glória, pois Suas Palavras testadas não falham. É tempo de crer no Evangelho e não em ideias, pois o tempo está próximo. Deus seja louvado! Amém.


quarta-feira, 14 de março de 2018

A VERDADEIRA ESPERANÇA


Viver com esperança é viver em paz e sempre motivado. A esperança promove a paz interior e é o combustível principal para saúde física e emocional. Se esta esperança estiver alicerçada em Cristo; Se Cristo for o resultado desta esperança, então a certeza da vitória vai se concretizando a cada dia. Com os "olhos da esperança" podemos enxergar um reino onde a justiça é uma realidade. As injustiças são as principais causas do desânimo nas pessoas. Aqueles que já foram injustiçados e experimentaram esse sofrimento, sabem o quão doloroso é encontrar forças para continuar perseverante. Quando a justiça falha, o povo perece. Aqueles que buscam um país melhor, sem corrupção, confiando na justiça dos homens, mas se decepcionam ao perceber que o suborno é como uma traça que também corroem as togas dos magistrados e a mais altas cortes não estão isentas destes males, certamente entenderão que este reino jamais alcançará justiça plena e justa. Dizem que ela é cega, mas para aqueles injustiçados, também é surda e muda. Logo, esperançar viver uma vida plena de justiça, onde os homens é quem decidem a sentença ou absolvição, é um grande engano. A Palavra de Deus profetisa um momento, um instante, quando esse reino começará. Se iniciará quando Cristo apontar nas nuvens do céu em poder e glória, retornando à terra para estabelecer Seu reino eterno. Nesse reino a justiça plena e perfeita será a regra e a realidade. É possível viver nesta esperança, basta que alimentemos nosso espírito com a fé em Cristo Jesus. É o espírito da fé que nos enche de esperança. Deus seja louvado! Amém.

terça-feira, 13 de março de 2018

AMOR FRATERNAL

No segundo semestre de 2017 a UNICEF fez um experimento em alguns países da Europa. O experimento consistia em colocar um criança de 8 anos, bem vestida e cuidada, como se estivesse perdida ou abandonada num determinado local de uma praça onde as pessoas transitavam sem pressa e num segundo momento a mesma criança, maquiada como uma mendiga, perambulando entre as mesas de um restaurante pedindo comida. Quando estava bem vestida, na praça, foi interpelada por várias pessoas que lhe perguntavam onde estavam seus pais; onde morava; se estava precisando de alguma coisa... Mas, quando transitava entre as mesas do restaurante como uma maltrapilha foi ignorada, maltratada e xingada. Ninguém lhe ofereceu comida. A UNICEF precisou intervir e parar as gravações, pois a criança não estava bem com aquela atitude das pessoas. Algumas perguntas importantes vem a nossa mente: Na era da informação ou da conscientização pelo conhecimento, porque tanta indiferença ou falta de cordialidade com as pessoas? A violência urbana e mundial tem deixado as pessoas mais insensíveis? O que está acontecendo com a raça humana? A Palavra de Deus nos apresenta um sábio conselho para que estejamos bem com nós mesmos e com os demais. Ela nos dá um mandamento prático: "Permaneça o amor fraternal." A permanência do amor fraternal entre os homens, como irmãos, onde os gestos de afeição, caridade e cordialidade são uma prática natural, promoverá a paz e o amor. Eis o segredo para viver com paz interior. Os servos de Cristo têm a necessidade de viver o amor fraternal, ensinando o mundo de múltiplas violências a beleza e a necessidade do amor fraternal. Deus seja louvado! Amém.

segunda-feira, 12 de março de 2018

SÓ HÁ VIDA EM ABUNDÂNCIA EM CRISTO

Maria trocou a vida abençoada e harmoniosa com a sua família por uma vida itinerante, nômade, como vivem os "hippies". Abandonou o aconchego do lar: carinho dos pais, irmãos e familiares; comida da melhor qualidade; seu quarto e referências de suas raízes; emprego; amigos e sua pátria. Uma vida de abundâncias de recursos e de felicidade ao redor de pessoas tão carinhosas. Maria tinha uma vida "invejável", que a maioria  das pessoas do planeta gostaria de ter. Como alguém faz uma escolha dessas? "É contra a razão e bom senso", você deve está pensando agora. Verdade! Casos como esse ocorrem sim, e cada vez mais frequentes na vida de jovens que se cansaram de suas vidas abençoadas e desejam uma vida de aventuras e utopias. Isso que ocorre na vida social de algumas pessoas, ocorre na vida espiritual da maioria dos habitantes do planeta. Muitos, depois de ouvir falar de Cristo e Suas promessas de vida plena e abundante, escolhem viver na escravidão do pecado: correm riscos de vida e brincam com a morte diariamente. O homem espiritual se pergunta: Como alguém pode fazer uma coisa dessas? Cristo fez uma afirmação terrível, que ao refletirmos chega doer em nossos corações, por nós mesmos e pelos demais: "E vocês não querem vir a Mim para terem vida!" O mundo oferece uma vida maquiada, parecendo ser bela, mas é terrivelmente feia as suas consequências. Na verdade é a morte travestida, disfarçada e dissimulada com as roupas do engano. Só há vida em abundância em Cristo Jesus (João 10:10). Busquemos a Cristo para tenhamos vida. Deus seja louvado! Amém.

domingo, 11 de março de 2018

O DIA DA BATALHA

As obras e tarefas que são dever do homem executá-las, pois estão inteiramente ao seu alcance em força, habilidade, inteligência... Podem ou devem ser realizadas por Deus? Deus faz aquilo é obrigação do homem? Com certeza, não! Nem os pais humanos mais experientes, e com sabedoria limitada, sabem o mal que podem causar ao desenvolvimento do seu filho fazendo tal coisa. Todavia, há filhos, humanos, que acham que conseguem realizar obras além de suas forças e inteligência. Alguns homens, ao longo da história, conquistaram coisas magníficas e, por causa disso, se vangloriaram em suas forças e poderes. Alguns se acharam semi-deuses e exigiram serem adorados. A Palavra de Deus ensina que sem Cristo, os bons e verdadeiros frutos, não podem ser produzidos por nós. Ele é a videira e nós, homens, apenas os galhos. "...porque sem mim nada podeis fazer." (João 15:5). Assim como Cristo, o Filho de Deus, nada pode fazer sem o Pai (João 5:19), nós homens, precisamos de Cristo para realizar obras que estão além de nossas forças e inteligência natural e hereditária. Nós, seres humanos, se fizermos nossas obrigações com esforço, dedicação e perícia, certamente alcançaremos muitas conquistas. Todavia, a nossas conquistas vão até preparar o cavalo para a guerra - planejar e aprontar para o ataque, mas a vitória nunca será mérito do homem. É Deus quem está acima dos homens. Sem Deus, o homem, ao menos, respiraria. As vitórias que porventura temos experimentado vem do SENHOR. Deus seja louvado! Amém.

sábado, 10 de março de 2018

NECESSITAMOS DE PACIÊNCIA

Uma das grandes virtudes espirituais tem sido questionada e esquecida nestes últimos dias. Nossos filhos tem sido motivados a serem competitivos, dinâmicos, espertos e atentos a tudo, tornando-os impulsivos, precipitados e imediatistas. Nossos jovens universitários e profissionais são cobrados a serem mais proativos e cheios de atitudes, sempre buscando uma autoafirmação e uma identidade própria e ímpar. Dos adultos é cobrada atitudes contínua em relação ao casamento, empresa, informações e capacitações constantes. Tem sido necessário viver uma vida de contínua vigilância, sem direito a relaxar. Os cristãos professos também tem sido motivados a não aceitar suas provas. Já não admitem mais passar qualquer tipo de sofrimento. Não suportam passar um tempo desempregado; uma dificuldade no casamento; receber um disgnóstico de uma doença... ~que logo estão colocando Deus contra a parede. A virtude da PACIÊNCIA permite ao homem crescer em sabedoria e humildade. Também faz o homem mais forte para perseverar. O homem paciente, sempre mais sensato, não toma decisões precipitadas, mas com longanimidade tem mais chances de acertar em todos os âmbitos da vida. Inclusive, para as coisas mais importantes de nossa existência - Deus! Para compreendermos a Deus e Sua vontade e planos para nossa vida plena e feliz é necessário que façamos a Sua vontade, e depois de fazer a Sua vontade é necessário a verdadeira paciência, aprendida e exercitada durante a vida, para esperar pela grande promessa feita por Deus aos Seus filhos. A grande promessa de salvação e vida eterna. Deus seja louvado! Amém.

sexta-feira, 9 de março de 2018

ENCHEMOS NOSSO CORAÇÃO COM A PALAVRA DE DEUS

"A boca fala daquilo que o coração está cheio." Com certeza você tem amigos ou conhece pessoas que defendem, inflamadamente, um partido político; um time de futebol; uma religião; um ídolo... Talvez você mesmo se empolgue em falar de algo que lhe empolgue e admire desde infância ou juventude. Do que você tem falado com empolgação? Do que o teu coração está cheio? Ou a sua vida está monótoma demais para ter o que contar? Nestes casos recomendo a busca por um relacionamento íntimo com Deus. A experiência ao lado do Senhor é mais que impactante. Será uma vida de aprendizado, diariamente. Imagine viver experiências inigualáveis que o dinheiro ou tesouro algum poderá comprar. Ter o que contar por experiência de vida e com a autoridade de visto e ouvido. O testemunho pessoal é a maior arma que poderemos ter contra toda sorte de dificuldades. Testemunhar do que Deus fez em tua vida é mais do que um remédio para si mesmo, é salvação para outros que andam tateando na escuridão. Assim fizeram os discípulos e apóstolos de Cristo, falavam e testemunhavam daquilo que seus olhos e ouvidos haviam testemunhado. Eram testemunhas vivas dos milagres e providências do Senhor aos Seus filhos. Busquemos uma vivida experiência com Deus, para que tenhamos o que contar para as pessoas, de bom, edificante e para a salvação temporal e eterna. Enchamos nossos corações da Palavra de Deus e o restante nos será acrescentado. Deus seja louvado! Amém.

quinta-feira, 8 de março de 2018

UMA SÓ CARNE

Não há prisão maior que a solidão. Entretanto, há pessoas que gostam de levar uma vida isolada e solitária. Mas o homem em sua estrutura natural não foi feito para viver só. Aristóteles fundamenta a tese que “o homem é um animal social” dizendo que a união entre os homens é natural, porque o homem é um ser naturalmente carente, que necessita de coisas e de outras pessoas para alcançar a sua plenitude. A Palavra de Deus é mais precisa e enfática: "Não é bom para o homem, viver só." O Criador de tudo e do homem, que conhece cada minúscula célula em seu corpo, sabe mais que o próprio homem o que é melhor para ele. Deus criou a  mulher para o homem. Ela é a parte "diferente" que lhe faltava para lhe tornar completo. A mulher é mais que a companheira ideal. Companheira, no sentido etimológico desta palavra é apenas aquela que faz companhia, e neste sentido, poderia ser um outro homem, mas Deus criou do mesmo gênero com o sexo diferente. A mulher foi criada menor fisicamente e, aparentemente, mais frágil, pelo menos no aspecto físico. Mas, em outros aspectos veio a existência para fazer o homem mais forte e completo. A união do homem e mulher deveriam ser UMA SÓ CARNE. Um "novo corpo", pela união, mais forte que viver sozinho. A mulher é o maior e o melhor presente de Deus para o homem - masculino. Ela é mais que uma auxiliar, mas parte integrante do homem. O provérbio popular sabiamente afirma: "Ao lado de um grande homem, sempre existe uma grande mulher." A recíproca é verdadeira. Deus seja louvado através das grandes mulheres, que com seus sacrifícios e exemplos de vida mantém suas famílias, sociedade e igrejas em perfeito equilíbrio! Amém.

quarta-feira, 7 de março de 2018

ADUNDAR EM TODA BOA OBRA

Leonardo da Vinci era um homem de múltiplos talentos: cientista, matemático, engenheiro, inventor, anatomista, pintor, escultor, arquiteto, botânico, poeta e músico. Desenvolver múltiplas funções era louvável e objetivo de alguns privilegiados no século em que ele nasceu, em XV, mais precisamente em 1452. No início do século passado era possível encontrar no Brasil, por exemplo, profissionais que acumulavam múltiplas funções. Médicos que eram dentistas, cirurgiões, ginecologista, geriatra, pediatra... era obrigado a conhecer de tudo um pouco ou um muito de tudo. "A necessidade fazia o homem." Esse era um provérbio vigorante para justificar tamanhos sacrifícios. No presente, na era da informação e do conhecimento, a especialização tornou-se mais interessante e vantajosa do que o acúmulo de múltiplas funções e conhecimentos. Hoje há especialistas para tudo. No ramo da medicina há especialistas para tudo: pele, osso, coração, ouvido, olho, joelho...  Com o aprofundamento do conhecimento não seria mais possível acumular múltiplos conhecimentos e habilidades? A Palavra de Deus ensina que nosso Pai Celeste através de Seu espírito santo pode nos fazer abundar em toda boa obra. Através de Sua graça, pode tornar alguém incauto em perito. Basta que o homem se entregue completamente em Suas mãos, que como o Oleiro que molda o barro para fazer o mais perfeito e precioso jarro, assim também pode aperfeiçoar todo aquele que confia no Senhor, se entrega completamente e persevera em Seus caminhos. "Em tudo, toda a suficiência..." Assim é como a Bíblia se refere como Deus que fazer com cada um de Seus filhos. Em Deus é possível desenvolver em múltiplas funções, tarefas, talentos, habilidades... É Deus quem capacita. Deus seja louvado! Amém.

terça-feira, 6 de março de 2018

DEUS PROVE TUDO QUE É NECESSÁRIO

Tenho acompanhado nos noticiários e através das mídias sociais a alegria do povo sertanejo, que com o celular na mão registra o céu escuro, trovões e relâmpagos, banhos de bica, riachos correndo, açudes enchendo e lugares que antes era só "capoeira" seca, alagados como um pantanal. Um verdadeiro miTenho acompanhado nos noticiários e através das mídias sociais a alegria do povo sertanejo, que com o celular na mão registra o céu escuro, trovões e relâmpagos, banhos de bica, riachos correndo, açudes enchendo e lugares que antes era só "capoeira" seca, alagados como um pantanal. Um verdadeiro milagre para um povo sofrido que há sete anos sofre com uma seca recorrente. Tudo isso para este povo sofrido, mas persistente e que não teme lutar, significa novos tempos, tempos melhores, renovação da esperança, gratidão, alegria... A terra de Israel, também desértica, em muito se assemelha a necessidade por água que tem o povo nordestino brasileiro. As chuvas certas nas devidas estações significava bênção e vida (Deut. 11:14). Deus fez uma das mais grandiosas e preciosas promessas ao profeta Isaías, utilizando essa figura de linguagem. O Seu povo que andasse em Seus mandamentos e perseverasse em Seus caminhos viriam e desfrutariam de muita água, símbolo da vida, da purificação, da abundância...  Deus prometeu que abriria rios nos altos das montanhas; fontes perenes nos meios dos vales; alagaria os desertos e o torrão seco em mananciais de água. Que figura de linguagem impressionante!!! Aqui vemos o Deus do impossível operando em prol daqueles que nEle confia, provendo tudo e o necessário para uma vida espiritual abundante. Todo aquele que passa pelas agruras de um deserto seco, mas perseverante no Senhor, experimentará dias de muita abundância de "água". Disse Cristo: "Mas aquele que beber da água que eu lhe der nunca terá sede, porque a água que eu lhe der se fará nele uma fonte de água que salte para a vida eterna." (João 4:14). Deus seja louvado! Amém.lagre para um povo sofrido que há sete anos sofre com uma seca recorrente. Tudo isso para este povo sofrido, mas persistente e que não teme lutar, significa novos tempos, tempos melhores, renovação da esperança, gratidão, alegria... A terra de Israel, também desértica, em muito se assemelha a necessidade por água que tem o povo nordestino brasileiro. As chuvas certas nas devidas estações significava bênção e vida (Deut. 11:14). Deus fez uma das mais grandiosas e preciosas promessas ao profeta Isaías, utilizando essa figura de linguagem. O Seu povo que andasse em Seus mandamentos e perseverasse em Seus caminhos viriam e desfrutariam de muita água, símbolo da vida, da purificação, da abundância...  Deus prometeu que abriria rios nos altos das montanhas; fontes perenes nos meios dos vales; alagaria os desertos e o torrão seco em mananciais de água. Que figura de linguagem impressionante!!! Aqui vemos o Deus do impossível operando em prol daqueles que nEle confia, provendo tudo e o necessário para uma vida espiritual abundante. Todo aquele que passa pelas agruras de um deserto seco, mas perseverante no Senhor, experimentará dias de muita abundância de "água". Disse Cristo: "Mas aquele que beber da água que eu lhe der nunca terá sede, porque a água que eu lhe der se fará nele uma fonte de água que salte para a vida eterna." (João 4:14). Deus seja louvado! Amém.

segunda-feira, 5 de março de 2018

SEJA AMIGO DE DEUS

A palavra amigo tem sido usada, equivocadamente, para definir um colega ou conhecido. As mídias sociais aplica esta palavra para pessoas que você acabou de conhecer, ou até estranhas que solicitam participar de seu espaço virtual. Há algumas pessoas que se gabam de possuir cinco mil amigos nas redes sociais. É humanamente impossível dar atenção a cinco mil pessoas. Uma amizade, de verdade, não é construída com um click, mas com uma longa experiência, onde seja colocada à prova a lealdade, confiança, confidência, parceria, apoio, presença... A Palavra de Deus traz no seu bojo o sentido mais bonito da palavra amigo. Éramos servos (escravos) do pecado, mas Cristo nos deu a liberdade pelo conhecimento que Sua Palavra nos revelou sobre o mal da escravidão e a riqueza da liberdade. Além de nos tornar livres, deu-nos a dádiva de sermos Seus amigos ao invés de Seus servos. Porque os servos mantém uma relação estritamente comercial com seus senhores. Uma relação seca onde um trabalha e outro paga. Se não trabalhar é demitido e outro toma o lugar daquele que não pode produzir. Amigos não agem assim. Cristo não quer uma relação onde Seus "servos" cheguem-se a Ele apenas para pedir as coisas, como um funcionário que cobra salário ou um pedinte que só a sua porta para pedir um alimento ou ajuda, mas amigos que se detenham com Ele numa boa conversa e invistam num profundo e íntimo relacionamento. Só um amigo de verdade compartilham grandes segredos, planos, projetos, expectativas... Pois Cristo quer compartilhar conosco tudo aquilo que o Deus, o Pai, lhe deu e confidenciou sobre os homens, seu futuro e o que planeja para cada uma pessoa e criatura que Suas mãos poderosas criaram. Deus seja louvado! Amém.

domingo, 4 de março de 2018

DEUS CONCEDE TUDO

A ECT é a empresa brasileira com o maior número de empregados. Soma um total de quase 108.000 (cento e oito mil) funcionários. Imaginem neste universo a diversidade de comportamentos: compromisso, insatisfações, sonhos, objetivos... São cento e oito mil formas de pensar e agir. Nem todos estão satisfeitos. Há também aqueles que amam vestir a camisa da empresa e passam os melhores momentos no trabalho porque amam o que fazem. Da mesma forma ocorre no âmbito religioso. Muitos são os professos seguidores de Cristo. Há aqueles que não seguem a Cristo, apenas frequentam igrejas. Gostam apenas de louvar (muito confundido com adorar) ou de encontrar pessoas para trocar ideias, se relacionar, pois amam a interatividade. Nada contra isso, e até entendemos que algumas pessoas sinceras por perseverar nos caminhos de Deus, podem ser despertadas a qualquer momento para uma entrega espiritual total. Todavia há uma minoria que amam servir a Deus. Sentem prazer em fazer a obra de Deus. O deleite e a satisfação são visíveis em suas faces, falas e exemplo. Para estes, cuja a execução das tarefas santas, não são um pesar, Deus aceitar seus louvores e adoração, pois é de inteireza de coração. Não somente aceita a adoração, mas atenderá todos os desejos de seu coração. O que uma pessoa dessas, que prioriza a obra de Deus, pois para ela não há nada de mais importante, que lhe cause felicidade? Nada! imaginem que tipo de desejo tem uma pessoa dessas?! Com certeza os seus desejos não são egoístas, mas desejos bons para consigo e para com o próximo. Então, Deus concede tudo! Aprendamos a amar as coisas de Deus, à ponto de tudo o quanto fizermos para ELE, seja um deleite em nossas vida. Deus seja louvado! Amém.

sábado, 3 de março de 2018

EQUILÍBRIO ESPIRITUAL

"Ele é bom para todo mundo, só não é bom para si mesmo." Com certeza você já deve ter ouvido este frase de alguém se referindo a outra pessoa muito solicita, simpática e que gosta de ajudar outras pessoas. As vezes, esquecendo até os de casa para dar prioridade aos de fora. Esquece até de si mesmo. São dois extremos perigosos e prejudiciais para si mesmo: (1) Ser egoísta. Pensar só em si e esquecer os familiares e amigos. A moda do primeiro, segundo eu e terceiro eu... muito difundida é uma loucura e caminho de morte. O final disso é a solidão e tristeza. (2) Viver apenas para os outros. Esquecer-se de si mesmo e priorizar todas as necessidades básicas dos demais. O segundo e grande mandamento de amar o próximo como a si mesmo é muito claro em sua mensagem: O homem deve amar a si mesmo, também, primeiramente. O discernimento espiritual para equilibrar essa equação só Cristo pode dar. O próprio Jesus sabia que precisava, diariamente, estar a só com o Pai em oração, para isso, deixava os discípulos e tinha Seu momento particular (Lucas 5:16). Isso não é egoismo, mas lucidez em saber que para ajudar aos demais era necessário preparo, fortalecimento, recompor-se em poder, etc... Nós, homens pecadores, precisamos cuidar de nossa saúde e corpo, não só para que demos bom testemunho ao mundo, mas, também, para que a falta de saúde não nos impeça de fazer o bem maior que é pregar e viver o evangelho do reino, pois o homem bom cuida de si mesmo, mas o cruel não se importa de prejudicar o seu corpo, diz a palavra da sabedoria. A Palavra de Deus tem todas as respostas para que vivamos uma vida digna de exemplo. Deus seja louvado! Amém.

sexta-feira, 2 de março de 2018

O JUSTO AGRADA A DEUS

A principal deturpação e alteração no caráter do homem criado à imagem e semelhança de Deus, foi a inserção do egoismo em sua mente. O homem egoísta é capaz das práticas mais terríveis para prejudicar o próximo. Desse terrível e enganoso sentimento nasce outros desvios do bom e santo caráter criado por Deus, a saber: inveja, cobiça, roubo, ódio, ira... Estas deturpações está em rota de colisão com o mandamento mais necessário ao homem, que deseja guardar o maior de todos os mandamentos: Amar a Deus sobre todas as coisas, de todo o coração, que é amar ao próximo como a si mesmo, pois se primeiramente não consegue amar ao próximo que ele ver, como amará a Deus que não vê? (1 João 4:20). Com o ego inflado pelo engano, as práticas de toda sorte de injustiça se transformaram em rotina para os homens. As injustiças são frutos diretos ou consequências do egoísmo humano. Portanto, nada agrada mais a Deus do que a prática da justiça entre os homens, não importando sua etnia, raça, cor, status social... Não perder a oportunidade de fazer o bel deveria ser uma lei natural em cada coração. Deveríamos ajudar logo ao perceber as dificuldades das pessoas, sem precisar que elas nos mendigasse o socorro. Deveríamos buscar discernimento espiritual para julgar na justa medida, não impondo um castigo desproporcional ao transgressor, nem maior, nem menor. Deveríamos, sobretudo, nos colocar no lugar dos outros, utilizando da empatia para praticar a justiça que Deus deseja que vivamos. Deus seja louvado! Amém.

quinta-feira, 1 de março de 2018

A PALAVRA QUE NÃO VOLTA VAZIA

O mais emocionante e marcante capítulo dedicado ao Messias, de toda a Bíblia, está no Livro de Isaías, capítulo 53. No penúltimo verso (11), é dito que o Messias (Jesus Cristo), ao final, veria o fruto do Seu penoso trabalho. A mensagem espiritual deste capítulo nos motiva a compreender que não é fácil trabalhar sem ter a certeza de que colheremos os frutos, mas pela confiança numa promessa dAquele que nunca falha, seguimos Seus conselhos e obedecemos Seus mandamentos, trabalhando duro e perseverando, até colher os frutos de um trabalho penoso. Não é fácil começar este trabalho e perseverar até o fim. O primeiro verso deste lindo capítulo do livro de Isaías começa dizendo: "Quem deu crédito a nossa pregação?" Muitos cristãos sinceros passaram a vida inteira pregando e vivendo o santo evangelho, mas o seu testemunho pessoal não conseguiu alcançar familiares e amigos, e apenas na hora de sua morte ou depois dela, familiares e amigos foram despertos e se converteram aos pés do Senhor e salvador Jesus Cristo. São muitas as histórias semelhantes a este exemplo. Paulo e Silas compreendiam os frutos do trabalho penoso, pois depois de sofrer várias agruras: perseguições, açoites, prisões, humilhações, calúnias... se encontravam presos numa masmorra, mas ao serem libertos por Deus miraculosamente, disseram ao carcereiro que tinham a missão de os manter aprisionados: "E eles disseram: Crê no Senhor Jesus Cristo e serás salvo, tu e a tua casa." (Atos 16:31). Os frutos da vida de uma pessoa sincera, provenientes de um trabalho duro e perseverante, serão certos, pela fé em Cristo. Essa certeza nos é data pelo próprio SENHOR ao mesmo profeta Isaías um pouco adiante, no capítulo 55: "A palavra que sair da minha boca, não voltará para Mim vazia." Confiemos em Deus, por Cristo Jesus, e vivamos na esperança de Suas promessas, e certamente veremos o fruto de nosso trabalho espiritual. Deus seja louvado! Amém.